sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Sem ofensa aos de 4 patas

Vozes de burro não chegam ao céu. Principalmente se o burro em causa for frustrado, mesquinho, invejoso e maquiavélico. Nunca lhe fiz mal, e mesmo assim esse asno de que falo tenta prejudicar-me sempre que pode. Se é feliz? Duvido. As pessoas felizes não destilam maldade nem engendram planos para tramar os outros; as pessoas felizes não se intrometem nas vidas que não são suas, pelo simples facto de que estão demasiado ocupadas a aproveitar a vida feliz com que foram abençoadas. É esse o meu consolo, saber que afinal de contas o jumento que me anda a atazanar não passa de um infeliz.

2 comentários:

GATA disse...

Eu tenho uma dessas criaturas no estaminé, mas esta não é burra, é porca! Porca em todos os sentidos! Não acredito em Deus, logo resta-me esperar que, um dia, o mal que ela me faz, se vire contra ela...

Poetic GIRL disse...

Acredita que não passam disso mesmo de uns infelizes! bjs