terça-feira, 29 de março de 2011

Perverts

Não, não é nada estranho que o médico que hoje me fez o papanicolau tenha tido como enfermeira auxiliar a própria esposa. Chegou até a ser uma imagem ternurenta, a daquele casalinho unido, lado a lado, ambos concentrados no bem maior que é a saúde do meu pipi. Não me senti nada desconfortável com a situação nem em momento algum me pus a pensar nas fantasias sexuais que aqueles dois devem ter.

segunda-feira, 28 de março de 2011

Gorda

Hoje precisei de ajuda para conseguir vestir as minhas calças preferidas, que teimavam em não me passar no rabo. Foi um espectáculo muito triste de se ver. Quando finalmente consegui apertar o botão, só me apetecia afogar as mágoas num sundae de caramelo.

James

Desta vez vou mesmo. Nem que chovam canivetes.

Saudades

De poder ler alguma coisa que não seja um livro técnico. Ou um artigo científico. Ou os meus próprios apontamentos.

sexta-feira, 25 de março de 2011

domingo, 20 de março de 2011

2 anos de estórias


O Estórias da Cinderela faz hoje exactamente dois anos. A gerência encontra-se do lado de lá da fronteira, a comemorar a data, mas promete um discurso à altura da ocasião quando regressar. Nos entretantos, aqui fica um OBRIGADA sincero a todos os que por aqui vão passando. Se este blog podia viver sem as vossas visitas? Podia, mas não era a mesma coisa.

quinta-feira, 17 de março de 2011

domingo, 13 de março de 2011

Peer pressure does not work on me

Uma antiga colega de faculdade acaba de me tentar convencer a criar uma conta no Facebook usando o argumento de que "o pessoal sabe sempre tudo uns sobre os outros" enquanto que de mim "nunca ninguém sabe nada". Cinco anos de convivência diária e é com motivos destes que me tenta persuadir. Estou desiludida.

Nostalgia #19

No que toca a manifestações, a verdade é que ainda temos muito a aprender com a célebre Geração Rasca de 1994:



E aqui fica a minha preferida, com a irreverência devidamente sinalizada, para que não vos escape o pormenor. Sempre que olho para esta imagem, imagino o orgulho que aqueles paizinhos devem ter sentido quando viram o filho nas páginas do jornal Expresso:


Isto sim, era dar o corpo (todo) ao manifesto...! Já não se fazem jovens como antigamente, é o que é.

sábado, 12 de março de 2011

Das manifs

Foi bonito de se ver. Tirando os cartazes com erros básicos, tipo "á rasca", que descredibilizam um bocadinho aquela que se gaba de ser a geração mais qualificada de sempre neste país. Felizmente foram poucos.

quinta-feira, 10 de março de 2011

What´s my age again?

Não sou adulta. Adultos são os meus pais, eu sou só uma miúda a brincar às pessoas grandes. Ainda hoje comi um Happy Meal só por causa do brinde, que era um sabre de luz do Star Wars.

terça-feira, 8 de março de 2011

Neste blog não se comemora o Dia da Mulher

Tenho tanto orgulho em ser mulher como em ter olhos castanhos. Ou em calçar o 36. Ou em medir 158 cm. Quis a genética que assim fosse e eu habituei-me e não concebo outra realidade a não ser esta. No entanto, se não festejo nenhum dos meus outros atributos, parece-me estúpido festejar o facto de pertencer ao sexo feminino. É uma questão de probabilidades: 50% para cada lado. No meu caso, o espermatozóide vencedor tinha um cromossoma X, o que fez com que na puberdade as minhas maminhas crescessem (vá, até podiam ter crescido um bocadinho mais, que eu não me importava nada) e eu começasse a ovular todos os meses. No big deal.

quinta-feira, 3 de março de 2011

Ser uma pessoa insociável é...

Estar cheia de pressa mas mesmo assim caminhar à velocidade de um caracol aleijado ao ver a vizinha do 6º direito entrar no prédio, só para não ter de partilhar a viagem de elevador com ela. Também tenho aquela variante em que finjo estar a meio de um telefonema extremamente importante, para nem sequer dar abertura a que metam conversa comigo, mas hoje confesso que não estava para grandes teatros.

quarta-feira, 2 de março de 2011

My chicken soup for the soul #6

Banho quente, pijama fofinho e episódios dos Friends até adormecer.

Pontaria

Se calhar a rapariga é mesmo muuuuito azarada e eu sou uma péssima pessoa por pensar assim, mas não consigo mesmo acreditar em alguém que venda saúde no resto do ano e que só nestas datas fique de baixa médica:

a) Entre 26 de Dezembro e 1 de Janeiro;
b) Nos dias que antecedem a sexta-feira Santa;
c) Nos dias que antecedem o Carnaval (mais propriamente desde hoje até terça-feira);
d) Outros dias contíguos a feriados que sejam propícios a pontes, fins-de-semana prolongados e mini-férias.

Hummm...

Acordo a minha mãe para lhe dar o comprimido que é suposto fazê-la dormir, ou deixo-a continuar a dormir sem o comprimido?

terça-feira, 1 de março de 2011

Mas serve um qualquer, ou tem de ser de uma qualidade específica?


Se algum dia eu decidir entrar no mercado das futurologias, fiquem já a contar que será ou pela inspecção do molho da francesinha, ou através da análise dos cogumelos da pizza.

O suspense

Serei obrigada a trabalhar na véspera de Carnaval? Irá o meu local de trabalho fechar nesse dia, como vem sendo hábito nos anos anteriores? Não percam os próximos episódios, porque nós também não!

Um belo mês para pôr em prática as resoluções de ano novo