sábado, 29 de agosto de 2009

Fresh & Flash (ou as crónicas de quem já tinha idade para ter juízo e ainda acredita no Pai Natal)

Há uns dias atrás, desesperada com os 2,5 kg que ganhei e não consigo perder, decidi experimentar um daqueles produtos de emagrecer. Vi o anúncio em várias revistas e parecia perfeito para mim, uma vez que prometia fazer desaparecer 3 kg numa semana. Era assim uma espécie de pontapé de saída para uma dieta mais a sério. E como eu nem sequer precisava de jogar o primeiro tempo, seria o ideal!
O produto em causa é o Fresh & Flash, da XL-S, cuja acção passa pela queima das gorduras e pela eliminação de líquidos, apresentando-se sob a forma de 7 pequenos iogurtes (estilo Actimel) para tomar todos os dias, em jejum.


No primeiro dia, achei que não seria capaz de continuar o programa, tal o seu mau sabor. Fiz aquela cara que fazia em criança, quando tinha de tomar xarope, soltei interjeições de nojo, que muito divertiram a malta cá de casa, e só a muito custo o consegui beber todo. Durante o resto do dia, tive uma sensação de calor pelo esófago abaixo, e volta e meia aquele sabor asqueroso vinha-me à boca.
No dia seguinte adoptei nova estratégia: bebê-lo de penálti, com se de um shot se tratasse, mas com o nariz tapado. E assim foi. A grande vantagem é que conseguia ser tão rápida que quando começava a sentir o sabor, já o tinha ingerido por completo.
Com um heróico espírito de sacrifício lá aguentei os 7 dias. E digo heróico porque, se ao menos fosse vendo resultados, talvez me custasse menos; agora ter de beber aquela mistela sem receber qualquer tipo de feedback positivo por parte da balança, foi dose, mesmo!

Terminei a tortura há 3 dias atrás. Resultados? Estou absolutamente na mesma. O único sítio em que fiquei mais magra foi na conta bancária, com a subtracção dos €20 que o Fresh & Flash custou. Devo acrescentar que durante o tratamento até tive cuidado com a alimentação, não cometi excessos de nenhuma ordem, e que a minha irmã, que decidiu acompanhar-me nesta aventura mesmo sem precisar, também não perdeu nem um grama.

Moral da estória: não há milagres. Quando se quer emagrecer a solução passa sempre por manter a boca fechada e suar as estopinhas a praticar exercício físico. E todos aqueles produtos que nos tentam seduzir com a promessa de um corpo à Gisele Bündchen sem esforço são uma fraude. E eu sou uma tola por ainda ir na cantiga!

3 comentários:

Neni disse...

Ainda bem que há sempre uma mais curiosa que experimenta...tive pra comprar isto outro dia, e ainda bem que não fiz.

Encara desta forma: foste uma mártir para todas nós que tivemos vontade de experimentar e nunca conseguimos. Agora já sabemos que não vela a pena.

Beijo solidário:)

D. disse...

Bem verdade...:( Parece que vou ter de continuar a andar de bicicleta...

Dina disse...

Nunca acreditei nesses produtos. Como dizes não há milagres a não sei cuidar da alimentação e exercício físico!!