quarta-feira, 5 de maio de 2010

E deve ser inconstitucional

Como o trabalho e a pós-graduação não são suficientes para me impedir de pensar em certas e determinadas coisas, eis que surge a ideia de me candidatar a um mestrado. É possível que venha a sucumbir ao cansaço, mas pelo menos assim sempre afasto completamente a hipótese de ter tempo para planear algum tipo de atentado contra a minha vida (kidding).
Ora então tudo muito bem, até chegar àquela parte do formulário de inscrição em que me deparo com o seguinte cenário:

(…)
- Nome (obrigatório)
- Morada (obrigatório)
- Sexo (obrigatório)

Damn it! Então se neste mestrado o sexo é obrigatório, nem vale a pena perder tempo a candidatar-me!

6 comentários:

Callíope disse...

ahahahaha!!!

O que eu me ri com este post!

Bem vinda ao clube... é como diz uma amiga minha: Não há que ter vergonha! EStamos no nosso Ramadão!

Sayuri disse...

:D Pelo menos o sentido de humor continua intacto, eh, eh...

Atena disse...

LooooL

Muito boa esta!!

:)

Olhos Dourados disse...

LLOOLL.
Sempre podes perguntar se podes escolher o parceiro:P

Pinkk Candy disse...

Melhor ainda =P

LOOOL

*C*inderela disse...

LOLOLOL, é um curso muito a frente!